Get Adobe Flash player

Informativos



SENALBA/RS
Sindicato dos Empregados em
Entidades Culturais, Recreativas,
de Assistência Social, de Orientação e
Formação Profissional no
Estado do Rio Grande do Sul
Av. Dr. Carlos Barbosa, 608
Bairro Azenha - Porto Alegre/RS
Brasil - CEP 90880-000

ATENÇÃO PARA OS NOVOS NÚMEROS
Secretaria: (51) 3275.3800 
Agend. Médico/Odonto: (51) 3275.3820
Cooperativa: (51) 3275.3826
Fax: (51) 3275.3815

Atendimento das 08:30 às 12:00
e das 13:00 às 17:30
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

O SENALBA/RS está ampliando a estrutura de serviços de saúde aos associados e seus dependentes. No dia 17 de fevereiro, o sindicato assinou convênio com a Central de Consultas Médicas. A parceria amplia a oferta de horários, turnos, opções de médicos, dando comodidade aos usuários do serviço de pediatria. A empresa parceira do SENALBA/RS tem oito anos de presença no mercado de consultas médicas. A instituição atende a vários sindicatos da Capital e Região Metropolitana.Central de Consultas

O Diretor da Central de Consultas, Diego Figueiró, disse que o associado do SENALBA terá um atendimento de qualidade e diferenciado. “O médico que trabalha conosco recebe por consulta. Por isso, ele faz questão de atender bem ao associado do sindicato”. Figueiró afirmou que o SENALBA é uma instituição muito respeitada em todo o Rio Grande do Sul. Por isso, “estamos nos sentindo honrados pela escolha que o sindicato fez de nossa empresa para estabelecer esse convênio”.

O Presidente do SENALBA/RS, Antônio Johann, afirmou que o sindicato está atento para oferecer novas opções e oportunidades para os associados e seus dependentes. “Estamos trabalhando permanentemente para oferecer um atendimento de qualidade ao nosso associado”. O dirigente explica que o associado deve agendar o atendimento na Central de Consultas e retirar a autorização no SENALBA, porque a consulta somente será realizada mediante a autorização emitida pelo sindicato, o qual arcará com o  seu custo. Johann acrescentou que a Central de Consultas tem atendimento em diversas especialidades. Inicialmente, o convênio limita-se a pediatra, podendo ser ampliado no futuro pra outras áeras.

SERVIÇO

O quê? Consultas médicas pediátricas;

Quem? Dependente de associados até a idade de 12 anos. Todo o associado tem direito a esse serviço para seus dependentes;

Como proceder? Agendar a consulta na Central pelo fone: 3227 1515. O agendamento pode ser feito de segunda à sexta-feira, no horário das 7h30min às 19h e, aos sábados, das 8h às 12h. Retirar a autorização na sede do SENALBA/RS;

Onde? A consulta pode ser feita em qualquer uma das unidades de atendimento da Central de Consultas: CENTRO: Andradas, 1711 – 7º. Andar; Dr. Flores 263 – 8º. Andar; Andradas 1722; ZONA NORTE: Assis Brasil, 1732 – 9º. Andar; CANOAS: Rua 15 de janeiro, 193 – 9º. Andar; CACHOEIRINHA: Av. Flores da Cunha, 2460 – Parada 55. As consultas podem ser feitas nos seguintes dias e horários: de segunda à sexta-feira - das 8h às 18h30min; aos sábados - das 8h às 12h.

Em função da execução de obras de melhoria na rede eletrica pública, o SENALBA/RS estará sem energia elétrica no dia 24/02/2012 do período das 13hs às 17hs30min, impossibilitando, assim, a execução dos serviços operacionais do sindicato.
De tal forma, comunicamos que NÃO HAVERÁ EXPEDIENTE no dia 24/02/2012, turno da tarde.

Os SENALBA's do Rio Grande do Sul realizarão assembléias gerais extraordinárias em todo o Estado no dia 27/02/2012 às 18hs, em última convocação, a fim de definir a pauta de reivindicações da categoria, conforme edital abaixo transcrito.

OS SENALBAS: “SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ENTIDADES CULTURAIS, RECREATIVAS, DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, DE ORIENTAÇÃO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL”, NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, INTERMUNICIPAL DE SANTA ROSA; INTERMUNICIPAL DE SANTO ANGELO; INTERMUNICIPAL DE SANTANA DO LIVRAMENTO; MUNICIPAL DE PASSO FUNDO; MUNICIPAL DE CRUZ ALTA, MUNICIPAL DE PELOTAS e MUNICIPAL DE CAXIAS DO SUL.

 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA  ASSEMBLÉIAS GERAIS EXTRAORDINÁRIAS - Empregados da categoria profissional em geral (inclusive SEST/RS; SENAT/RS, SENAR/RS, Associações de Criadores, SAMEISA, APCEF, ECAD/RS, etc.)

 

No uso de nossas respectivas atribuições legais e estatutárias, CONVOCAMOS, os empregados da categoria profissional, sócios e não sócios, para as respectivas ASSEMBLÉIAS GERAIS REGIONAIS EXTRAORDINÁRIAS, as quais serão realizadas no dia 27 (vinte e sete) de fevereiro de 2012, às 17 e 18h, respectivamente, nas sedes dos respectivos Sindicatos, obedecido o intervalo entre a primeira e a segunda convocação, com a presença de 2/3 dos interessados ora convocados para a primeira convocação e, em segunda e última chamada, quando as decisões serão tomadas pela maioria de 2/3 dos presentes, para apreciar e deliberar a respeito da seguinte Ordem do Dia, válida para todas as AGES: 1.- Conveniência ou não de se instaurar processo de revisão de Convenção, Acordo, Dissídio Coletivo de Trabalho e/ou Arbitragem Judicial contra as entidades representativas da categoria econômica. 2.- Caso a decisão anterior seja favorável, deverão deliberar quanto: A – Autorização para o SENALBA/RS, inclusive por decisão das demais AGEs, o faça por delegação e em nome dos demais SENALBAS, acima nominados, instaurar processo de revisão de Convenção, Acordo e/ou Dissídio Coletivo de Trabalho contra as entidades representativas da categoria econômica; B.- Cláusulas de natureza jurídica e econômica que deverão ser objeto do pedido de novas condições de trabalho segundo as respectivas Entidades e datas-base; C.- Deliberar sobre o pagamento de contribuição assistencial a ser descontada do salário de todos os trabalhadores representados e recolhida aos respectivos SENALBAs; D.- Procedimento a ser adotado para as negociações judiciais e extrajudiciais junto aos Sindicatos que representam a categoria econômica, entre os quais SECRASO/RS, SINDIOMAS, etc, inclusive concessão de plenos poderes para o Presidente do SENALBA/RS para firmar Convenções e/ou Acordos Judiciais, aceitar ou recusar propostas e/ou contrapropostas, variar do pedido e o que mais for necessário e de interesse geral da categoria. E.- Discussão e deliberação, aprovando ou não, sobre a concessão de poderes ao sindicato profissional para ajuizar ações trabalhistas como substituto processual de integrantes da categoria. Locais das respectivas Assembléias Gerais Extraordinárias: 1.- SENALBA / CAXIAS DO SUL, na av. Julio de Castilhos, nº 2020/s 605, em Caxias do Sul, 2.- SENALBA/PASSO FUNDO, rua Paisandú, nº 916/s. 408, em Passo Fundo, 3.- SENALBA/SANTA ROSA, rua Duque de Caxias, nº 125 – sala 01, em Santa Rosa, 4.- SENALBA/SANTO ANGELO, rua Antunes Ribas, nº 1490 - sala 106, em Santo Ângelo, 5.- SENALBA/CRUZ ALTA, rua Barão do Rio Branco, nº 1034 – sala 01, em Cruz Alta, 6.- SENALBA/LIVRAMENTO, rua Barão do Triunfo, n° 375, em Santana do Livramento, 7.-  SENALBA / PELOTAS, na rua Barão do Butui, nº 362, em Pelotas, 8.- SENALBA/RS, na av. Dr. Carlos Barbosa, nº 608, Porto Alegre.- Porto Alegre / 17 de fevereiro / 2012.  - Os Presidentes dos Senalbas supra.

 

As empresas têm mais uma semana para entregar aos empregados o informe de rendimentos com o imposto recolhido na fonte e demais pagamentos feitos em 2011. O prazo termina no próximo dia 29, segundo o supervisor do Programa do Imposto de Renda, Joaquim Adir, e a multa por cada documento não entregue até a data é R$ 41,73.

O documento é utilizado pelos trabalhadores para preencher a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2012. As declarações devem ser entregues a partir do dia 1º de março. O último dia será 30 de abril. O programa gerador da declaração estará disponível na internet no próximo dia 24, às 18h.

A Instrução Normativa com a aprovação do programa foi publicada hoje (22) no Diário Oficial da União. Como nos anos anteriores, a Receita teve a preocupação de elaborar um programa gerador da declaração que funciona na maioria dos computadores e sistemas operacionais, sejam eles pagos ou não, como o Linux. O programa é de reprodução livre.

As declarações poderão ser entregues pela internet, mediante a utilização do programa de transmissão Receitanet, disponível no site da Secretaria da Receita Federal ou em disquete de computador, nas agências do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica Federal, durante o horário de expediente de cada instituição.

A Receita Federal espera receber este ano mais de 25 milhões de declarações. Em 2011, foram enviados 24,37 milhões de documentos. As regras para a Declaração do Imposto de Renda 2012 foram publicadas no último dia 6 no Diário Oficial.

Fonte: Agência Brasil

A Sexta Turma do Tribunal Superior do Trabalho arbitrou em R$ 10 mil o valor da indenização por dano moral que a empresa paranaense Contact Center Américas Assessoria em Marketing Ltda. deve pagar a uma empregada ofendida por uma supervisora. A primeira instância havia fixado o valor da indenização em R$ 20 mil, mas o Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região (PR) o reduziu para R$ 5 mil, motivo que levou a empregada a recorrer ao TST.


A empregada, atendente de telemarketing, contou que, após o retorno de uma licença médica para tratamento de depressão, em novembro de 2008, passou a sofrer pressões e humilhações de uma supervisora durante todo o mês, até ser demitida.  A chefe havia assumido a função recentemente e passou a lhe "pegar no pé", inclusive com repreensões na frente das colegas, com as quais não podia nem conversar, informou. Testemunhas disseram que a supervisora era de fato pessoa de difícil trato e que algumas vezes "esfregava um papel" na colega, dizendo que era quem dava as ordens lá dentro.

Assedio 01
Ao examinar o recurso da empregada na Sexta Turma, o relator, ministro Aloysio Corrêa da Veiga, não concordou com a tese do Regional para reduzir o valor da indenização de que a supervisora apenas tratava a empregada de forma autoritária, o que tornou insuportável o ambiente de trabalho e culminou com a sua dispensa.No seu entendimento, ao retornar da licença médica, as ofensas da chefe acabaram levando a empregada a ser demitida sem justa causa, sendo certo que a conduta da supervisora ainda prejudicou o tratamento psiquiátrico para depressão a que a vinha se submetendo – quando, por outro lado, o seu retorno ao trabalho junto a colegas que a admiravam e solicitavam seu auxílio "poderia ter auxiliado sobremaneira a melhora do seu quadro", que acabou agravado.


A empresa também recorreu, alegando que o valor da condenação era alto e desproporcional à ofensa moral alegada, mas o relator concluiu que não se trata de "um pequeno desentendimento pessoal", mas de arbitrariedades da supervisora que culminaram com a dispensa da empregada. Assim, avaliou que a empresa deveria reparar o dano causado à trabalhadora, "na medida de sua extensão, independente da possibilidade de desempenho de outras atividades", como estabelece os artigos 944, parágrafo único, e 945 do Código Civil. Arbitrou o valor da indenização em R$ 10 mil e foi seguido por unanimidade pelos demais ministros da Sexta Turma.

Fonte: Tribunal Superior do Trabalho