Get Adobe Flash player

Informativos



SENALBA/RS
Sindicato dos Empregados em
Entidades Culturais, Recreativas,
de Assistência Social, de Orientação e
Formação Profissional no
Estado do Rio Grande do Sul
Av. Dr. Carlos Barbosa, 608
Bairro Azenha - Porto Alegre/RS
Brasil - CEP 90880-000

ATENÇÃO PARA OS NOVOS NÚMEROS
Secretaria: (51) 3275.3800 
Agend. Médico/Odonto: (51) 3275.3820
Cooperativa: (51) 3275.3826
Fax: (51) 3275.3815

Atendimento das 08:30 às 12:00
e das 13:00 às 17:30
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

pessoasA pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa de Opinião(IPO) identificou o perfil sócio-econômico dos integrantes da categoria de trabalhadores representada pelo SENALBA/RS. Conforme os dados consolidados, a primeira informação expressiva está ligada à questão de  gênero. 77% dos empregados são do sexo feminino e apenas 23% do sexo masculino. A concentração feminina é mais incidente nas entidades de Assistência Social, onde as mulheres constituem 81% dos empregados.

Quanto à faixa etária, o maior índice está entre os 25 e 34 anos, que perfaz um índice de 34% dos trabalhadores da categoria. Em segundo lugar está a faixa 35 a 44 anos, com 22,5%. Depois a faixa de 18 a 24 anos com 20% e 45 a 54 anos com 13,5%. Acima dos 55 anos, são apenas 8% dos trabalhadores representados pelo sindicato. Quando o levantamento se refere ao nível de educação, ocorre uma concentração no ensino médio, com 43,3%, e superior, com 47,2%. Com ensino fundamental são 5,5% dos trabalhadores e 4% tem pós-graduação.

O Presidente do SENALBA/RS, Antônio Johann, salienta que apesar do bom grau de instrução dos membros da categoria, chama a atenção no levantamento, a falta de uma identidade profissional. “Nosso trabalhador não sabe a que sindicato pertence. É necessário uma definição de profissão a quem é representado pelo SENALBA”. Ele destaca que dever ser empreendido um esforço para criar uma identidade. “Talvez nos definirmos como profissionais de desenvolvimento do bem estar”.

A pesquisa certificou também a condição de renda. 60% recebem entre 3 e 5 salários mínimos. 18,4% tem seus ganhos entre 6 e 10 salários mínimos e 15% recebem de 1 a 2 salários. Recebem acima de 11 salários apensas 5,5%. O dado mais expressivo do perfil da categoria é que 59,2% tem menos de 5 anos na atividade, sendo que 19,5% da categoria tem menos de 1 ano de tempo de serviço. O dado revela um alto índice de rotatividade. Para Johann, a categoria praticamente se renova a cada cinco anos. “Isto demonstra que não se criam vínculos de emprego duradouros. Consequentemente, resulta em menor interesse pelas questões sindicais”.

O SENALBA/RS realizou, dia 23/05/2012, através de vídeo-conferência, assembléia geral entre os trabalhadores do SEBRAE/RS, a fim de autorizar o sindicato laboral a firmar acordo coletivo de trabalho com período de vigência de 01/05/2012 à 30/04/2013, bem como deliberar sobre o seu conteúdo.

Os funcionários do SEBRAE/RS alcançaram consideráveis aumentos em suas cláusulas econômicas, face a atuação ativa do SENALBA/RS. Compete lembrar que desde o ano de 1995 o Governo Federal não interfere nas negociações de trabalho, competindo aos sindicatos de empregados buscar melhores condições aos trabalhadores.

Desta feita, após negociação firmada entre o sindicato dos empregados e a direção do SEBRAE, obteve-se um índice de reajuste salarial de 7%, o qual representa não apenas a reposição integral da inflação do período revisando, medido pelo INPC/IBGE, como também um aumento real de 2,12%.

Outra importante negociação, firmada em assembléia diretamente com os empregados, se refere a Contribuição Assistencial, a qual, com a aprovação maciça, passa, este ano, a ser de 1 dia de trabalho, dividido em 02 parcelas, limitada a R$ 100,00 (cem reais), ou seja, R$ 50,00 (cinqüenta reais) por parcela, nos seguintes termos:

O SEBRAE/RS descontará dos seus empregados representados por este Acordo coletivo de trabalho, à título de contribuição assistencial, quantia equivalente a 1/30 (um trinta avos) da remuneração já reajustada pelo presente Acordo, em duas parcelas de 1/60 (um sessenta avos) cada, limitado ao valor de R$ 100,00 (cem reais), nas folhas de pagamento do mês no qual for aprovado o Acordo e do mês de janeiro subseqüente.

Tal medida não apenas visa diminuir o número de oposições, cujo prazo se estenderá do dia 30/05/2012 à 08/06/2012, observada as condições aduzidas na cláusula 3.24 e parágrafos, como também estreitar as relações com o sindicato.

Neste passo, cumpre referir, a titulo exemplificativo: um empregado que recebe R$ 3.000,00 (três mil reais) mensais, através do reajustamento salarial, passará e receber um salário de R$ 3.210,00 (três mil e duzentos e dez reais), o que importa em um ganho anual de R$ 2.730,00 (dois mil e setecentos e trinta reais). Em contrapartida, através da contribuição assistencial, contribuirá com o sindicato no valor de apenas R$ 100,00 (cem reais), dividido em duas parcelas de R$ 50,00 (cinqüenta reais). Ou seja, apenas 3,66% do seu ganho anual, algo absolutamente irrisório, ante a vantagem percebida, que, por sua vez, integrará seu patrimonio remuneratório de forma definitiva até o desligamento da empresa.

Tal quantia é revertida para prover assistência jurídica, médica e odontológica aos membros da categoria, em especial aos menos afortunados, além de fortalecer a atuação sindical para futuras negociações em prol dos próprios funcionários do SEBRAE.

Fesenalba01O ano de 2012 foi de conquistas importantes nas negociações salariais dos trabalhadores representados pelos Senalba’s do Rio Grande do Sul. A situação foi constatada na reunião dos dirigentes da FESENALBA, realizada nesta segunda-feira na sede do SENALBA/RS, em Porto Alegre. Participaram do encontro os membros da Diretoria, Conselho Fiscal e Delegados representantes dos sindicatos que compõem a Federação. Conforme o Presidente da FESENALBA, Antônio Johann, o reajustamento salarial assegurou ganho real aos salários dos empregados em todas as negociações realizadas pelos sindicatos.

 

Além da avaliação das negociações salariais, outras questões importantes foram tratadas pelos dirigentes. Eles receberam informações sobre a organização e a modalidade de participação no Encontro Nacional dos Senalba’s, que acontece de 19 a 22 de setembro de 2012, em Canela/RS, na Serra Gaúcha. Os dirigentes de todo o Estado asseguraram apoio irrestrito ao evento e garantiram a participação de suas delegações no evento.

 

Fesenalba02Outra questão tratada na reunião foi o debate travado no Seminário Nacional sobre “Liberdade Sindical e os Novos Rumos do Sindicalismo no Brasil”, realizado recentemente em Brasília/DF. Johann explicou que a Força Sindical vai desenvolver uma campanha em todo o Estado em defesa de temas como a manutenção da contribuição sindical e a liberdade de associação. “Na medida que nossos sindicatos estão filiados à Força Sindical, vamos apoiar a iniciativa. A adesão da FESENALBA será formalizada junto à direção estadual da Força Sindical”.

 

Outro debate importante na reunião desta segunda-feira foi a proposição de antecipação da data-base da categoria representada pelos SENALBA’s Estaduais. A proposta é que a data-base passe a ser o dia 1º. de janeiro, uma vez que o salário mínimo nacional e também o mínimo regional são atualizados nesta data. A questão será discutida com a categoria, para uma posterior decisão sobre o assunto, reiterou Antônio Johann. A próxima reunião da FESENALBA foi agendada para o dai 23 de julho, na sede do Senalba/RS, em Porto Alegre.

Elton Bozzetto - Rp. 10.417

sebrae01Com suporte da tecnologia de comunicação, os empregados do SEBRAE/RS realizaram nesta quarta-feira assembleia estadual. Além do grupo reunido no auditório da sede estadual, outros nove núcleos regionais – Serra, Sinos, Vales, Noroeste, Sul, Campanha, Norte, Planalto e Centro - participaram da assembleia, através do sistema de videoconferência. Os trabalhadores analisaram a contraproposta apresentada pela direção do SEBRAE/RS. 

sebrae03Os empregados aprovaram o reajuste de 7%, com reposição integral do INPC/IBGE e 2,12% de ganho real. A proposta também assegura aos trabalhadores outros itens como adicional por tempo de serviço, auxílio funeral, seguro de vida, vale refeição e abono natalino.  O reajuste vale a partir de 1º de abril, para os 302 empregados do SEBRAE no Estado.


sebrae02A assembleia foi marcada pela profundidade das discussões e pela seriedade na defesa dos interesses da categoria. Os trabalhadores elogiaram a postura do sindicato na condução das negociações com a instituição. Alessandro Machado ressaltou que após a migração para o SENALBA/RS, os trabalhadores conquistaram resultados expressivos nas negociações salariais, como neste ano, reajuste acima do índice do INPC, com ganho real nos salários.

No uso de minhas atribuições legais e estatutárias, CONVOCO, os empregados do SEBRAE/RS – SERVIÇO DE APOIO AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO RIO GRANDE DO SUL,  sócios e não sócios para a ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA que será realizada na rua João Manoel, nº 282, nesta Capital, no próximo dia 23 (quarta-feira) de maio de 2012, às 15h (quinze horas) em única convocação, quando as decisões serão tomadas pela maioria dos votos dos presentes, para apreciar e deliberar a seguinte Ordem do Dia: 1.- apreciar e deliberar a respeito da contraproposta encaminhada pela direção do SEBRAE/RS; 2.- Concessão de poderes ao SENALBA/RS firmar Acordo Coletivo de Trabalho.

                                                                                 Porto Alegre, 18 de maio de 2012.

                                                                                        Antonio Johann – Presidente.